terça-feira, 10 de novembro de 2009

Resumo da saudade


Clarice dos Santos tinha seus encantos
Zelava pelos anjos que a muito protegia
Ora noite, ora dia, sempre com amor
Clarice dos Santos que um dia foi da Rosa
Gostava de uma prosa e de samba de roda
Cheirosa como a Rosa de um lindo jardim
Teimosa como criança que só aceita o sim
Clarice da Rosa, amiga tão mimosa, dificil de esquecer
Só posso oferecer em tua homenagem meus versos singelos de pura gratidão
pois sempre estarás em meu coração,
Iluminando com os Santos ai de cima a caminhada do Psiquiatra da Rima
E cada vez que sinto da rosa o perfume
meu peito aperta e em saudade o poema se resume.

2 comentários:

Marinha disse...

Lindo!!! Tão lindo quanto foi tua amizade por ela!
A vida reserva muitas surpresas e tu foste, com certeza, um presente na vida da minha mãe.
Obrigada!!!

Letícia disse...

emocionante!!
Muito Obrigada .