terça-feira, 11 de dezembro de 2018

A dieta da Aranha



A aranha da montanha queria mudar de vida, não gostava se ser cinza queria ser colorida. Trocou o dia pela noite e só comia porcaria. Um dia, decidiu não dormir e saiu sem rumo por ai, só pensando em se divertir. A aranha ficou maravilhada com tantas novidades, borboletas, flores, pássaros de várias cores. Então pensou: Como eu queria ficar colorida! Depois de trilhar muitos caminhos, chegou a beira de um córrego à sombra de uma laranjeira cheia de flores. Quando, de repente, se aproxima um beija-flor e a cumprimenta. Bom dia senhorita! Bom dia!
Qual seu nome? Aranha da montanha. E o seu? Beija-Flor sete cores.
Vc é nova por aqui? Não, eu moro logo ali na montanha.
Pôxa, como nunca nos encontramos? Venho sempre por aqui beijar umas florzinhas.
É que não costumo sair de dia, mas hoje resolvi me aventurar.
Você fez muito bem! O dia é legal, tem o sol que nos aquece, um monte de amigos para conversar e boa música para ouvir. A sinfonia dos pássaros e das cigarras é um espetáculo!
E como é lá na montanha? O que você faz à noite?
Não tenho feito nada de interessante, além de comer insetos na escuridão da caverna. Estou cansada daquela vida e por isso estou aqui. Aquele lugar é um tédio, estou me sentindo gorda e sem cor, esse cinza está me matando. Estou muito deprimida, queria ser como você e as borboletas coloridas.
Calma minha amiga! Eu conheço alguém que pode te ajudar. Ele é um sábio da floresta. Vou te levar até o mestre camaleão. Ele tem o poder de se camuflar e ficar a cor que quiser. Ele mora logo ali, depois do milharal.
Chegando na toca do mestre camaleão, explicaram a ele a situação e o desejo da aranha da montanha em ser colorida. O mestre pediu licença, se ausentou por alguns instantes e quando voltou trouxe consigo uma folha de papel com anotações e um pequeno frasco.
A aranha muito ansiosa e apreensiva pergunta: Sábio camaleão meu caso tem solução?
Acredito que sim, minhas dietas a base de flores nunca falham.
Dieta a base de flores! Exclamou a aranha com uma cara esquisita.
Sim exatamente, você vai comer, durante um mês, pétalas de hortência azul e de rosas vermelhas e junto você vai beber uma colher de chá desse mel de abelhas africanas durante as refeições. E trate de descansar a noite e fazer as caminhadas durante o dia, e retorne depois de um mês!
Mas mestre, não posso comer nenhuma mariposinha? Se queres alcançar seu objetivo siga a dieta e verás o resultado. Até logo!
Enfim, chegou o grande dia de se apresentar ao mestre camaleão.
A aranha e seu amigo se encontraram a beira do córrego e quando o beija-flor avistou sua amiga ficou muito impressionado e disse: Amiga aranha como você está linda! Venha até aqui e veja você mesma. A aranha atirou uma teia em um galho e dependurada viu sua imagem refletir na água do córrego. Era um azul e um vermelho tão exuberantes que nem ela acreditava.
Os dois amigos voaram pra apresentar o resultado da dieta milagrosa para o mestre camaleão.
Boa tarde, mestre! Boa tarde! Você está maravilhosa, minha amiguinha! Vejo que seguiu a risca as orientações. Sim mestre, confesso que não foi fácil resistir a tantos insetos nas noites escuras da caverna, mas valeu a pena, estou me sentindo a aranha mais linda das montanhas, graças a você e a meu amigo beija-flor sete cores. Estou muito feliz em poder ajudar e saber que você teve disciplina e alcançou seus objetivos.
Mestre, eu ficarei sempre assim colorida?
Sim,  basta manter sua alimentação balanceada.
Mas nunca mais vou poder comer nenhuma mosquinha?
Claro que sim, mas lembre-se que tudo que é demais faz mal!

Rubem White

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

A história de M.c. GK

                         


Giovani Camargo vulgo M.c. GK iniciou sua caminhada na cultura Hip Hop com 15 anos de idade dançando break em eventos culturais e nas rodas nas ruas de várias cidades.

 Foram quase 10 anos dedicados a dança B.boyng e participando ativamente dos eventos e projetos do movimento, onde teve a oportunidade de atuar com grandes nomes do Hip Hop Nacional entre eles: Mc. White Jay, DJ Grand Master Nezzo e o produtor e coreógrafo Bruno Silva do Grupo (Urban Style Company e Vitrine urbana).

 A dança de rua sempre foi sua paixão, mas uma bala perdida acabou tirando Giovani das rodas de break, porém não desanimou e muito menos desistiu do Hip Hop, começou a escrever poesias que hoje se transformaram em Rap.

E afirma: Minha voz ninguém vai tirar!!

Hoje com 25 anos de idade M.c. GK retorna com força total ao movimento agora mandando suas idéias nas rimas, com mensagens positivas e de esperança.

Lança em 2018 seu primeiro trabalho áudio visual intitulado: “Esperança  Produz “ e trabalha em seu primeiro disco a ser lançado no ano que vem! 

M.c. GK é mais um jovem da periferia que acredita na transformação através do Rap e que com perseverança podemos mudar a nossa realidade e a dos demais irmãos!

"Sonhar é preciso, mas acreditar é imprescindível.  (M.c. GK)

Confira o vídeo Clipe e interaja com M.c. GK em suas redes sociais!

by. Rubem White, o psiquiatra da rima.

https://www.facebook.com/giovani.giih?ref=br_rs







quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Preto X em carreira solo



                               
                                                                                                                                                                                                          
                             



O rapper Preto X iniciou sua trajetória no movimento HipHop no início da década de 90, dançando no grupo Black White, se destacava por ser um dos b.boyng’s mais jovens do grupo e por suas habilidades no break. O tempo foi passando e como todo o jovem que se envolve na cultura de rua um só elemento não é o suficiente e logo veio a vontade de cantar Rap. Foi quando surgiu a oportunidade de mandar suas idéias e apresentar suas letras no grupo Originais do Rap da (lomba do Pinheiro). 


Preto X não abandonou as rodas de break, apesar de se dedicar mais na área das poesias e rimas, seguia treinando seus footwork’s e acrobacias. Nesse período que esteve afastado do grupo Black White, o mesmo passou por algumas mudanças entre elas o nome que passou a se chamar Expressão Fatal, o rapper é convidado a retornar ao grupo agora atuando também com MC e permanece até a sua última formação entre os anos de 99/2000. Preto X passa por várias provações durante essa caminhada entre elas o racismo e o mundo das drogas que quase lhe tira a vida. 

 Por conseqüência disso veio o afastamento do movimento com o fim do seu primeiro grupo que lhe causou muito impacto. Mas mesmo na escuridão encontrou o apoio da família e de amigos que lhe deram esperanças, como o grafiteiro e Mc Babu, seu irmão Back D e o já falecido Nego Lu e juntos formaram o grupo D’trinca escrevendo uma nova história em suas vidas e também no Hip Hop Gaúcho. 

 Em 2017  Preto X encara um novo desafio: Decide iniciar sua carreira solo transmitindo em suas letras o inferno do mundo das drogas, o descaso do poder público para com a juventude e o contraste social das comunidades periféricas Gaúchas. Mesmo retratando a triste realidade do povo pobre, suas músicas levam principalmente uma mensagem de paz, consciência, esperança e amor louvando a palavra de nosso senhor o Cristo. 

Nesse contexto Preto X lança seu primeiro vídeo clipe oficial intitulado: “Final dos tempos”, produzido pelo renomado DJ Tuca do estúdio (Maloca 201 ) e pelo cineasta Dudu Clavelin da produtora (Classe Baixa), ambos conceituadíssimos no estado do Rio Grande do Sul. 

Em maio de 2018 lançou nas plataformas digitais seu primeiro EP (estratégia pensada) e prepara para os próximos meses mais um trabalho áudio visual com a participação do rapper Titi do grupo Ação Sub-Solo e a produção do DJ Tuca com a música:
                                                          “Na cara do sistema”. 

E pra fechar o ano de 2018 com chave de ouro Preto X esta mergulhado de cabeça em seu álbum “Neguinho da boca do lixo” que promete fazer muito barulho no Rap Nacional.

     Confira o clipe "Final dos tempos" e interaja com Preto X em suas redes sociais.

                               

domingo, 4 de março de 2018

DAYA MORAES | Dama Hipócrita (Clipe Oficial)


Daya Moraes ficou entre as 10 mais pedidas da Rádio Cidade, uma das primeiras cantoras gaúchas a emplacar 2 sucessos simultâneos na programação. A cantora percorreu várias cidades do estado com seu primeiro show "Então Vem", recebeu homenagens de "Artista Revelação" de seus colegas da classe artística e pela Prefeitura de Alvorada/RS foi considerada uma das mulheres mais importantes relacionada à cultura.
Sua primeira música autoral teve seu clipe estreando na programação do canal Music Box Brasil, dividindo espaço com grandes interpretes da música nacional, tocou na Rádio Atlântida e atualmente está na programação da Rádio Jovem Pan.  Seu segundo clipe também entrou na programação do canal Music Box Brasil e foi recebido com entusiasmo pelo público dentro e fora do país, chegando a 100.000 visualizações nas primeiras 24 horas após seu lançamento no youtube. Sua próxima música mostra uma nova fase da cantora, e está sendo muito bem recebida por fãs e admiradores do país inteiro antes mesmo de ser lançada nas plataformas digitais.

À convite da RBS TV (filial da TV Globo), participou do quadro “Por quê bomba?” e ganhou destaque em portais, jornais e programas televisivos. Neste ano foi uma das convidadas do Camarote Renner do Planeta Atlântida.

Confira o Clipe "Dama Hipócrita" em homenagem ao mês da mulher. 




By: Rubem White





Estilhaços de amor


O coração se partiu por um amor hostil. E o coração partido sutil reagiu...arrepio! O amor se repartiu, e o fogo que nele tinha incendiou o barril que em mil pedaços explodiu. Estilhaços de amor espalhou-se por todos os lados, atingindo corações de pedra, de gelo e de aço! 
Vem; me dê um abraço...,pois, não há nada melhor que o amor compartilhado!

Rubem White

Contando História: Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Quando um burro fala!


Fechei a boca e abri os ouvidos, e através de meus olhos expressei um sorriso. Calei, consenti, porém, não senti. Me coloquei no lugar, transformei, não ressenti. Com a boca fechada e as orelhas em pé, despertei consciência reforcei minha fé. Morri no silêncio tive calma e paciência. Desintegrei a ira, libertei minha alma e desenfrasquei minha essência.

By: Rubem White