quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Maloucrazy-Maloucraise. Malouqueiro intelectuaise


Ei,Ei! Pare de trovar e preste atenção na leitura ou será + 1 a dormir na rua ou coisas piores. Nossa história não é das melhores, não somos professores, ensinamos que todos temos valores. Toma ai tchê, pega o instrumento, a ferramenta, pelo menos tenta, experimente tu também escrever o que pensa. Abra o kdrno e a mente, peça licença, da comunicação seja um contribuinte. Para ser um bom falante tem que ser um bom ouvinte, haja com requinte um Maloucrazy admite que não resiste a uma biblioteca, absorve o conhecimento que é o 5º elemento, cultura brasileira, africana, asteca e nunca peca ao interpretar com realismo sua realidade. Vá até a faculdade, vá na escola da sua comunidade. O saber nos torna elegantes com orgulho dos livros na estante e neste instante lembro de alguns dos meus: assuntos excitantes, intrigantes, me sinto um integrante, um personagem, embarco na viagem em busca de emoções, alguns escritores passaram-me lições e com certeza de bom uso, alguns me deixaram confuso me senti excluso por não entender o significado de certas palavras, freses, engolindo algumas vírgulas e crases. De fundo uma base instrumental, normal, pois, um maloqueiro intelectual não é otário tem sempre à mão um dicionário, para ler não tem horário, dia ou motivo, ler é sinônimo de estar vivo no presente do indicativo da forma + intelectual possível. A nível de Shakespeare. Que Deus o tenha onde estiver de repente está trocando uma idéia com Chico Xavier, com Mário Quintana ou Nelson Rodriguês, fumando um cigarrinho, tomando uma cana, uns drink's. Há, como queria partilhar um momento com estes talentos! Seria uma honra estar nesta roda, um maloqueiro intelectual não se encomoda, apenas escreve o que pensa, para não perder o que d+ importante existe no ser: A virtude, o dom, o amor e a consciência, pois, vem do fundo d'alma a verdadeira essência!!!

Um comentário:

Natália disse...

grande whiteeee!
criativo, humilde e sempre irreverente!!!